Regras

Explicação do Teste de Viajologia

O Teste de Viajologia foi desenhado para ajudar você a determinar o seu nível de educação na Arte de Viajar. O teste está dividido em duas partes. Para avaliar o seu desempenho, primeiro você deverá saber quantos países e territórios você visitou. Se você morou (oficialmente ou não) fora do Brasil ou viajou seis vezes a um mesmo país, você deverá também checar o box apropriado de País Íntimo. Todo viajante tem obrigatoriamente pelo menos um País Íntimo e, no caso dos residentes no Brasil, é o nosso próprio país.

Além dessa informação quantitativa, a qualidade de sua viagem também importa. A segunda parte do teste é seu Currículo de Viajologia e vai permitir que você assinale as experiências vivenciadas. Os 150 Lances - escolhidos por um grupo de peritos viajantes - representam uma boa mostra do que um viajólogo deveria realizar em sua vida.

O Clube de Viajologia reconhece 223 nações, territórios e dependências, incluindo os 193 países independentes que fazem parte das Nações Unidas. Outros 30 estados semi-independentes ou autônomos completam a lista. Para realizar essa lista, utilizamos informações da ONU, do Comitê Olímpico Internacional, da Federação Internacional de Futebol (FIFA) e da União Postal Universal. Sempre que um novo território ou país apareça no mapa, nós atualizaremos a lista.

Utilizando uma intricada equação, no final de seu Teste de Viajologia você terá, como resultado, o total de Pontos de Viajologia. Para chegar à esse total, consideramos o número de Países e Territórios visitados (6 pontos para cada um), ponderamos quantos são os seus Países Íntimos (3 pontos) e contamos a qualidade de sua viagem com os Lances de Viajologia (2 pontos) que você vivenciou.

Entretanto, antes você precisa saber quais são as regras do jogo. Não se esqueça que isso é apenas um jogo saudável que pretende inspirar você a viajar mais e melhor. Caso você queira enganar o resultado, marcando países que você nunca visitou ou lances que nunca aconteceram, você apenas estará iludindo a você mesmo. Aliás, existe um pequeno risco que as divindades protetoras dos viajantes queiram também fazer uma brincadeira com você na sua próxima viagem. Soubemos, por exemplo, que algumas malas de viajantes que não foram honestos em seus testes foram extraviadas.

Quando você quiser atualizar seu Teste de Viajologia, digite o mesmo email utilizado anteriormente. O programa reconhecerá o email e abrirá o teste precedente.

Regras

1. LEGAL OU ILEGAL - Você deverá contar todos os países pelos quais você passou, seja através da fronteira legal, com carimbo no passaporte, seja de forma não oficial.

2. AEROPORTOS - Você precisa deixar as dependências do aeroporto e ir a uma cidade a mais de um quilômetro, mesmo que pequena, para que o país seja válido. Mesmo se você passou a noite em um hotel perto do aeroporto, não vale.

3. CRUZEIRO MARÍTIMO - Você precisa sair do navio e das dependências do porto.

4. VIAGEM POR TERRA - Se você viaja de carro, de trem ou de ônibus, você necessita deixar o seu meio de transporte. A vista da janela não é suficiente. Descer em uma estação ferroviária vale.

5. RIOS INTERNACIONAIS - Muitos rios representam a fronteira entre dois países. Para que o segundo país seja válido, você precisa sair de seu barco ou canoa e pisar no território vizinho, mesmo se ilegalmente.

6. PAÍSES ANTIGOS - Você deve considerar as fronteiras atuais e não as do Império Romano. Se você visitou uma região que, na época, não era independente, mas que hoje é um novo país - como a Croácia ou Timor-Leste - você deve considerar que você esteve nesse país. Entretanto, se visitou algum país que depois se unificou a outro - como a Alemanha Ocidental e a do Leste ou ainda o Iêmen do Sul e o do Norte - você só deve contar o país que existe atualmente. Por isso, siga a nossa lista.